Recursos

Esboços das mensagens da série "Extraordinário":
Dia 13/5/2018:
Como ter uma família extraordinária
Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos! Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero. Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa. Assim será abençoado o homem que teme ao Senhor! Que o Senhor o abençoe desde Sião, para que você veja a prosperidade de Jerusalém todos os dias da sua vida, e veja os filhos dos seus filhos. Haja paz em Israel!” (Salmos 128.1-6). 
Para ter uma família extraordinária, você não precisa de bens ou de recursos materiais, mas de CONDIÇÕES para que cada membro da família se realize como pessoa e desenvolva seu potencial.
Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente” (1 Timóteo 5.8).
O salmista apresenta quatro marcas da família extraordinária:
a) A FELICIDADE – Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos” (v 1.)
b) A PROSPERIDADE – Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero” (v. 2).
c) A COMUNHÃO – Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa” (v. 3).
d) A BÊNÇÃO – Assim será abençoado o homem que teme ao Senhor!” (v. 4).
Uma família extraordinária é aquela que está aberta para a vida, que participa de forma crítica e dinâmica da sociedade e da igreja, interessada em valorizar e investir nos relacionamentos.
Para se ter uma família extraordinária, o fator religioso é o que tem menor importância. A história humana tem sido marcada por famílias que deixaram marcas significativas no mundo.
Apesar de todas as crises pelas quais a família passa, ela continua sendo um universo de vozes e olhares que orientam nossa existência.
A família é o espaço para desenvolvermos HABILIDADES para uma vida extraordinária no mundo.
Princípios para a construção de uma família extraordinária:
1. RESPEITO.
Respeitar é reconhecer o valor do outro, não importam as diferenças.
Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo” (Efésios 4.32).
2. SOLIDARIEDADE.
Ser solidário é incluir o outro em nossos planos e interesses.
Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros” (Filipenses 2.4).
3. BOM HUMOR.
Olhar para a vida com bom humor é um grande fator de encorajamento.
O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima” (Provérbios 12.25).
4. Sonhar o FUTURO.
Fazer planos e se preparar para o futuro é algo que nos humaniza.
Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos” (Provérbios 16.3).
Conclusão
Qualquer pessoa pode construir uma família extraordinária, mas um projeto como esse se torna mais significativo quando feito debaixo do cuidado divino.
Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção [...]” (Salmos 127.1).
Dia 6/5/2018:
Como desenvolver amizades extraordinárias
Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas” (Mateus 7.12). 
A amizade extraordinária é aquela que acontece a partir de uma pessoa EXTRAORDINÁRIA.
O princípio de Jesus para amizades extraordinárias é desejar que o outro experimente tudo aquilo que gostaríamos que acontecesse conosco.
A igreja é a única instituição em que seus frequentadores fazem questão de serem chamados IRMÃOS, mas é onde se tem poucos amigos.
O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade” (Provérbios 17.17).
Jesus fez questão de chamar a seus discípulos de AMIGOS.
Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido” (João 15.15).
Aristóteles usou a palavra philia para descrever o sentido da amizade. Essa é uma das palavras que o Novo Testamento usa para descrever o amor. Para Aristóteles, a amizade é um modo de admiração e de afeição pelo outro que requer três atitudes: a benevolência, a reciprocidade e o querer bem. A amizade é essencial à existência humana e conduz à felicidade.
“Ninguém deseja viver sem amigos, mesmo dispondo de todos os outros bens”, Aristóteles.
No pensamento aristotélicos, existem três tipos de amizade:
a) Por prazer – a satisfação recíproca pela convivência.
b) Por interesse – a o proveito mútuo pelo que o outro possui.
c) Verdadeira – que deseja o bem para si e para o outro. Essa é a atitude dos homens bons.
A Bíblia nos ensina que nem toda a amizade é verdadeira, mas que todas elas resultam em influência em nossa conduta.
Não se associe com quem vive de mau humor, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal” (Provérbios 22.24,25).
E:
Não se deixem enganar: ‘as más companhias corrompem os bons costumes’” (1 Coríntios 15.33).
O mais importante não é ter muitos amigos, mas desenvolver amizades autênticas e duradouras.
Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão” (Provérbios 18.24).
Quatro princípios da amizade extraordinária:
1. GENEROSIDADE.
A generosidade é uma qualidade de quem ama partilhar o que tem com o outro. Isso envolve empregar dinheiro, recursos, tempo, conhecimento e habilidades, sem esperar recompensa.
O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá” (Provérbios 11.25).
2. HOSPITALIDADE.
A hospitalidade é uma habilidade para acolher o outro como ele é, conforme as suas necessidades.
Não se esqueçam da hospitalidade; foi praticando-a que, sem o saber alguns acolheram anjos” (Hebreus 13.2).
3. LEALDADE.
Ser leal é não abrir mão de princípios e valores para tirar proveito próprio.
Quem segue a justiça e a lealdade encontra vida, justiça e honra” (Provérbios 21.21).
4. GRATUIDADE.
A gratuidade é se tornar capaz de fazer o bem pelo outro sem esperar algo em troca. O princípio da gratuidade é “de graça recebestes, de graça dai” (Mateus 10.8 ARC).
Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos” (Colossenses 3.15).
Conclusão
A amizade extraordinária é aquela que não começa perfeita, mas que se constrói gradualmente até alcançar o nível de excelência desejado.
O nível de excelência da amizade é o amor uns para com os outros.
Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro” (Provérbios 27.17).

Café com Palavra:

Café com Palavra:
Aos domingos, 18h, o programa de estudos bíblicos da gente.

Assista:

Venha:

Leia no blog do pastor Irenio, Filosofia e Espiritualidade: